Isla Negra – A última casa de Pablo Neruda

    Pablo Neruda, pseudônimo que adotou quando adolescente, tinha em Isla Negra o seu refúgio mais precioso.

    Em seu retorno ao Chile, após uma temporada passada na Europa, estava empenhado em encontrar um local onde poderia se exilar para escrever as suas obras. E foi ali, em Isla Negra, Comuna de El Quisco, que o grande poeta encontrou o lugar mais do que poético para aportar suas fantasias.

    É verdade, que quando viajar para o Chile, vai ouvir falar de outras duas casas de Neruda como La Chascona em Santiago e também La Sebastiana, na cidade portuária de Valparaiso, mas foi em Isla Negra que ele passava mais tempo colocando no papel seus pensamentos e poesias, e o mais importante, onde descansa até hoje ao lado de Matilde Urrutia, sua última amada e musa inspiradora.

    Recentemente, seus restos mortais foram exumados para ser temporariamente analisados para esclarecer a verdadeira causa de sua morte. Se câncer, como até então se acreditava ou envenenamento, por conta de sua posição durante o período da ditadura de Pinochet.

    A atual casa, que se transformou em um museu, começou com uma simples cabana de pedra, às margens do Pacífico, em uma região costeira. Posteriormente, foi sendo progressivamente ampliada com a ajuda de alguns amigos arquitetos.

    Isla Negra 1

    Mas o mais intrigante aqui, foi o rumo que essa ampliação tomou.

    Neruda era apaixonado pelo mar e dizia-se um marinheiro em terra. Então, segundo ele, nada mais justo do que transformar sua morada em uma espécie de barco em terra.

    Isla Negra 4

    Quem visita a casa do poeta, pode perceber que muitos de seus cômodos foram construídos como as câmaras de um navio. Uma após a outra, e não tão amplas assim. Seus objetos de decoração também fazem parte desse contexto. Espalhados pela casa é possível encontrar mascaras de proas que lhes foram dadas ou compradas de navios “aposentados”. E também com utensílios, peças de louça, e algumas outras partes reaproveitadas como móveis. Sem contar os objetos que vinham do mar e ele carinhosamente os recolhia e levava para sua casa.

    Isla Negra 2

    Outros ambientes curiosos foram criados, como o bar abaixo de seu quarto, que guarda uma incrível coleção de garrafas vazias de formatos estranhos, e cujo ambiente era frequentado por seus amigos para as horas de descontração. Se prestar atenção, verá que nas vigas de madeira, que sustentam o teto desse bar, estão grafados os nomes de seus amigos que já tinham partido dessa vida. Excêntrico como sempre, Neruda explicava que essa foi a forma que encontrou de tê-los presentes nos momentos “entre copas”.

    Isla Negra 3

    E o ponto alto da visitação, como já mencionado acima, é o túmulo de Pablo Neruda e sua amada.

    Ele encontra-se em uma espécie de plataforma construída em forma de proa de navio. Ambos estão lá. Com seus túmulos voltados para o mar e respeitando rigorosamente as vontades finais de Neruda, que deixou registrado assim: “Compañeros, enterradme en Isla Negra, / frente al mar que conozco, a cada área rugosa de piedras/ y de olas que mis ojos perdidos/ no volverán a ver…”

    Isla Negra 5

    Um passeio magnífico de se fazer quando visitar o Chile.

    Onde fica

    Isla Negra é uma lcoalidade litorânea e encontra-se na Comuna de El Quisco, a aproximadamente 120Km de distância da cidade de Santiago.

    Como chegar

    Para chegar até essa Casa de Neruda, você pode alugar um carro em Santiago e seguir pela Ruta 68 ou pela Autopista del Sol. A partir da capital chilena, são cerca de 2:15h de percurso.

    Outra opção, seria pegar um ônibus rodoviário nos terminais Alameda (piso superior de uma galeria de lojas, próxima a Estação Central de metrô) ou Pajarito (próxima a estação de metrô de mesmo nome), na cidade de Santiago e seguir para lá.

    Empresas que realizam esse percurso são a Tur-Bus (www.turbus.cl, desce em El Quisco) e a Pullman Bus (www.ventapasajes.cl/).

    Importante

    A visita a Casa de Neruda em Isla Negra, assim como todas as outras, devem ser previamente agendada. As entradas são pagas e você recebe ainda um áudio guia para, durante seu percurso pela casa, obter explicações sobre os objetos, cômodos, história e citações do poeta.

    Um detalhe interessante é que esse áudio guia está disponível em vários idiomas, inclusive em português.

    Se quiser saber mais informações sobre horário de funcionamento, valores e e-mail para reservas, basta acessar o site da Fundação Neruda.

    E se quiser aproveitar e pesquisar suas passagens aéreas para Santiago, acesse o site do Zupper Viagens e consulte nas datas e horários mais conveniente para você.

    Santiago

    0 0 voto
    Article Rating
    Se inscrever
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Feedbacks em linha
    Ver todos os comentários

    Planeje sua próxima viagem com mais flexibilidade

    Organize sua viagem com economia

    passarinho

    destinos Relacionados

    Mais destinos para sua próxima viagem