Porque aeronaves protegem contra contaminações

    Porque aeronaves protegem contra contaminações

    Até bem pouco tempo, quando se pensava em segurança nos aviões vinha à mente os rígidos padrões de segurança adotados  para os voos do mercado doméstico e internacional. No entanto, nos últimos tempos, a ideia de segurança nesse campo ganhou novos contornos, exigindo rigorosos protocolos de higiene e proteção para combater o novo coronavírus.

    Nesse novo cenário, a dúvida se as aeronaves protegem contra contaminações por vírus ou bactérias passou a fazer parte da rotina de quem planeja uma viagem, seja a passeio ou a negócios, refletindo uma natural preocupação com o bem-estar individual e coletivo.

    E o objetivo deste artigo é exatamente oferecer uma resposta confiável a esse questionamento, tão pertinente no novo momento que estamos vivendo. Acompanhe e descubra!

    Turismo responsável: a cadeia turística se reinventa

    Em busca da retomada, o setor turístico passou a buscar maneiras de se reinventar, adotando cuidados para proporcionar ao viajante uma experiência de viagem segura e confortável.

    Até mesmo um selo de qualidade, chamado Turismo Responsável, foi criado pelo Ministério do Turismo para atestar que os estabelecimentos que o possuem, de fato, adotaram práticas indicadas para evitar a propagação da Covid-19.

    Têm direito a esse selolocais de hospedagem, parques temáticos, estabelecimentos para refeições, locadoras de veículos, entre vários outros empreendimentos da cadeia turística.

    Além disso, aeroportos e aviões têm recebido cuidados especiais a cada pouso e decolagem. Com base nas recomendações dos órgãos de saúde, as aeronaves são esterilizadas a cada pouso e só é permitido entrar no avião fazendo uso de máscara, com uso obrigatório tanto para passageiros quanto funcionários da companhia.

    Também é disponibilizado álcool em gel durante todo o voo.  Tudo isso para garantir que a resposta à pergunta inicial, se as aeronaves protegem contra contaminações, seja positiva.

    Algumas companhias aéreas, inclusive, estão buscando novidades para tornar a proteção ainda maios. A Qatar Airways, por exemplo, emprega luz ultravioleta – capaz de inativar vírus e bactérias – para tratar assentos, superfícies e cabines.

    Acompanhe nos próximos tópicos outras providências tomadas por aeroportos e empresas de transporte aéreo.

    Check-in online e serviço de bordo remodelado

    Para evitar contato pessoal com atendentes e aglomerações em filas de embarque, recomenda-se que o check-in seja feito virtualmente.

    Ainda assim, está estabelecido limite de 2m entre as pessoas para que se forme uma fila – se necessário. Mas com o recurso online você já agiliza seu embarque e fica isento de riscos.

    O serviço de bordo durante o voo também foi remodelado. Agora água é servida em copos individuais, só a quem pede, e snacks totalmente vedados em embalagens plastificadas.

    Além da contaminação pelo ar, o vírus também pode ficar alojado em outras superfícies da aeronave. Para combater esse risco, a maior parte das empresas aéreas redefiniram os protocolos de limpeza e higiene – que já eram muito rigorosos – das cabines  e outros compartimentos da aeronave.

    Uma prova de que aeronaves protegem contra contaminações – e de que vale a pena aproveitar  as condições especiais do momento.

    Filtros especiais purificam o ar a cada 3 minutos

    Se você está pensando que pode correr algum risco dentro das aeronaves, por conta de um maior número de passageiros, fique tranquilo. 

    Agora é protocolo que todas as aeronaves sejam equipadas com filtros de ar do tipo HEPA, capazes de filtrar até 99% das bactérias e impurezas contidas no ar.

    A troca de oxigênio na cabine acontece a partir do ar que é sugado pelas turbinas. O ar entra pela turbina em temperaturas que beiram os -65ºC, o que congelaria qualquer ser humano, e o ar passa por uma válvula de controle para ser aquecido antes de chegar ao filtro.

    O ar filtrado e o ar recirculado da cabine, junto com o ar fresco, são combinados, o que faz com que a troca de ar ocorra a cada 2 ou 3 minutos. Mais um claro indício de que aeronaves protegem contra contaminações.

    Filtro elimina vírus e bactérias, assim aeronaves protegem contra contaminações

    Os filtros de ar HEPA utilizam fibras muito unidas que retêm as impurezas do ar, removendo-as de circulação.

    Entre elas, micropartículas que poderiam transportar o coronavírus. A Covid-19 varia de 0,08 a 0,16 micrômetro, sendo de 8 a 16 vezes maior do que a faixa de partícula que os filtros HEPA capturam, de 0,01 micrômetro para cima.

    Além disso, todo o ar da aeronave é renovado de 20 a 30 vezes por hora . Se, mesmo após essas informações, você ainda tem dúvidas se aeronaves protegem contra contaminações, confira o próximo tópico!

    Não há registros de contaminações em voos

    De acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), estudos de rastreamento realizados durante a pandemia não constataram nenhuma contaminação em voo.

    Uma análise detalhada de 1.100 passageiros que tiveram Covid-19 confirmada após viagens aéreas não revelou transmissão secundária entre os mais de 100 mil passageiros nos mesmos voos. Apenas dois possíveis casos foram encontrados entre membros da tripulação, mas sem quaisquer evidências que tenham sido dentro do avião.

    Se mesmo após todas essas informações que mostram como aeronaves protegem contra contaminações, ainda assim você optar por adiar sua viagem, não perca a oportunidade de comprar hoje, aproveitando as condições especiais, para curtir depois.

    Fique por dentro das novidades para viagem segura em nosso blog e aproveite para conhecer 2 roteiros maravilhosos:

    1. Vai viajar para Maceió? Confira esse roteiro e divirta-se!
    2. Lençóis Maranhenses 
    0 0 voto
    Article Rating
    Se inscrever
    Notificar de
    guest
    0 Comentários
    Feedbacks em linha
    Ver todos os comentários

    Planeje sua próxima viagem com mais flexibilidade

    Organize sua viagem com economia

    passarinho

    destinos Relacionados

    Mais destinos para sua próxima viagem